Marcelo Costa

Marcelo Costa

Quinta, 03 Dezembro 2015 19:09

PHP 7 é lançado oficialmente

O anúncio do lançamento oficial da versão 7.0.0 ocorreu ontem, no dia 03 de dezembro de 2015.

php7 a1O PHP é a linguagem de programação web mais usada no backend de portais de internet. Isso se deve, em grande parte, aos gerenciadores de conteúdo mais usados no mundo, tais como WordPress, Drupal e Joomla serem desenvolvidos nessa linguagem. Facebook, Wikipedia, GrabCAD, Flickr são exemplos de sistemas desenvolvidos em PHP.

A linguagem de programação para web lançada originalmente em 1994 chega à sua sétima versão. A novidade, é a maior atualização dos últimos 11 anos, quando o PHP 5 foi lançado, em julho de 2004.

 

O lançamento da nova versão demorou um pouco mais que o esperado devido a questões de compatibilidade com os últimos lançamentos do OpenSSL 1.0.2e. A versão 7 está liberada para testes de julho. O PHP 7 vem com modificações mínimas na sintaxe, focando mais na melhoria de performance e na atualização do núcleo interpretador da linguagem.

 

PHP 7.0.0 entrega a nova versão do Zend Engine, diversas melhorias e novas características, tais como:

  • Melhor desempenho: PHP 7 é até duas vezes mais rápido que o PHP 5.6
  • Uso de memória significativamente reduzida
  • Árvore de sintaxe abstrata
  • Suporte consistente a arquitetura 64 bits
  • Exceções melhoradas
  • Diversos erros fatais convertidos para Exceções
  • Gerador de números aleatórios seguro
  • Remoção de SAPIs e extensões antigas e sem suporte
  • Retorno e tipo de declarações escalares
  • Classes anônimas

 

Mensagem da equipe de desenvolvedores:

Não é apenas uma próxima grande versão do PHP está sendo lançado hoje. A versão a ser introduzida é um resultado da jornada de quase dois anos de desenvolvimento. É uma realização muito especial da equipe principal. E, é resultado dos esforços incríveis de muitos membros da comunidade. Na verdade, não é apenas uma versão final a ser trazida hoje, é o surgimento de uma nova geração PHP com um enorme potencial.

 

Para mais detalhes sobre as novas características, confira o excelente artigo de Roberto Beraldo publicado no site tableless: http://tableless.com.br/10-novidades-do-php-7/

 

Fontes:http://php.net/archive/2015.php#id2015-12-03-1, php.net

 

Sexta, 04 Dezembro 2015 12:00

Blend4Web 15.11 é lançado

Blend4Web é um framework de código aberto para a criação e manipulação de conteúdo interativo web 3D. A plataforma é destinada para a criação de visualizações online e é integrada com Blender (daí o nome). Com add-on Blend4Web você pode facilmente publicar cenas Blender em web.

Blend4Web é um software de código aberto e não depende de quaisquer componentes não-livres ou serviços em nuvem.

Nesta versão você encontrará: Suporte para o WebGL 2.0, MSAA anti-aliasing, mais recursos do editor de lógica e várias melhorias de usabilidade.

blend4web a1

 

 

Fontes:

https://github.com/TriumphLLC/Blend4Web

https://www.blend4web.com/en/

 

Segunda, 23 Novembro 2015 22:00

Autodesk anuncia 3ds Max 2016

A nova versão do 3ds Max® está repleto de novos recursos solicitados pelo usuário e aprimoramentos para profissionais de entretenimento e projeto, dos quais podemos destacar o novo sistema de Nodes para criar e modificar recursos e o fim da distinção entre o 3ds Max e o 3ds Max Design. Agora todas as ferramentas e recurosos podem ser encontradas em um único software.

 

O 3ds Max 2016 combina os recursos do 3ds Max e do 3ds Max Design em um único produto. Os novos recursos o ajudam a colaborar e modelar de forma mais eficiente, não importando se você trabalha com entretenimento ou design. Veja a seguir uma tabela comparativa:



 3ds Max 20163ds Max 20153ds Max 20143ds Max 2013
RECURSO    
 
ANIMAÇÃO 3D
Sequenciador de Câmera      
Revestimento de quatérnion duplo      
Aprimoramentos do Populate    
Animação de multidão do Populate  
Ferramentas de animação e rigging de personagens
Ferramentas gerais de animação
Deformadores animados
Retemporização Track View
MODELAGEM 3D E TEXTURA
Suporte a OpenSubdiv      
ShaderFX aprimorado      
ShaderFX    
Suporte a nuvem de pontos    
Ferramentas de posicionamento    
Chanfro quadrangular    
Modelagem de malhas e superfícies
Atribuição e edição de texturas
Projeto de materiais e sombreamento
Suporte a mapa vetorial  
RENDERIZAÇÃO 3D
Suporte a renderização no A360 (com o Desktop ou o Maintenance Subscription)      
Câmera física      
Suporte adicional para novos aprimoramentos do Iray e do mental ray*      
Aprimoramentos de desempenho adicionais na viewport Nitrous      
Desempenho acelerado da viewport    
Renderização de ActiveShade aprimorada    
Stereo Camera    
Opções integradas de renderização
Sistema de passagem de renderização
Renderização interativa ActiveShade
Núcleo de gráficos acelerados Nitrous
Renderização da viewport DX 11  
Editor de composição Slate
DINÂMICAS E EFEITOS
Simulação e análise de iluminação de exposição      
Aprimoramentos no mParticles e no Particle Flow  
Particle Flow
Simulação de tecidos mCloth
Dinâmicas de corpos rígidos mRigids
Cabelos e pelos
IU, FLUXO DE TRABALHO E CANAL DE PROCESSAMENTO
Max Creation Graph      
Renovações de refex      
Espaço de trabalho de projetos      
Sistema de modelos      
Suporte a Alembic      
Suporte a multitoque      
Melhorias no Explorador de cenas      
Melhorias no Gerenciador de Camadas      
Suporte para a Autodesk Translation Framework      
Suporte para a animação do Inventor      
Fluxo de trabalho aprimorado do Revit      
Importe arquivos do SketchUp 2015      
Conjunto de recursos do Civil View      
Scripts Python    
Gerenciamento de cenas aprimorado    
Perspective Match  
Panorâmica e zoom 2D  
Interface de usuário configurável
Interoperabiliade com o Adobe After Effects
Integração entre a transferência de dados e o canal de processamento
Integração de composição
Fluxos de trabalho colaborativos com Contêineres
SDK (kit de desenvolvimento de software) do 3ds Max
  Versão gratuita de avaliação      
*Iray e mental ray são marcas registradas da NVIDIA ARC GmbH, licenciadas para uso pela Autodesk Inc.

 

Link versão de avaliação: http://www.autodesk.com.br/products/3ds-max/free-trial

Fonte: http://www.autodesk.com.br/products/3ds-max/overview 

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) disponibiliza uma ferramenta eletrônica para orientar a construção de prédios sustentáveis, principalmente residenciais, com informações bioclimáticas de aproximadamente 400 cidades brasileiras. Chama-se Projeteee – Projetando Edifícios Energicamente Eficientes, que tem 20 mil consultas por mês, pela internet.

 

O Projeteee é um dos componentes do Projeto 3E – Eficiência Energética em Edificações – da Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental (SMCQ), do MMA. O setor de edificações representa 40% do consumo total de eletricidade. Portanto, é necessário o controle, especialmente para que o Brasil cumpra seus compromissos na redução de emissões de gases de efeito estufa. O objetivo do sistema é mostrar como aproveitar melhor os materiais, considerando aspectos como sua capacidade térmica, o que pode reduzir o consumo de energia nas edificações com menos uso de ar-condicionado, por exemplo.

Uma das usuárias do site Projeteee é Milena Sampaio Cintra, sócia de uma empresa de arquitetura especializada em eficiência energética e conforto ambiental, além de dar aulas sobre etiquetagem em várias instituições do Brasil, inclusive na Universidade de Brasília. Etiquetagem se refere à classificação concedida pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que atesta o nível de eficiência energética em edificações e em projetos de construção.

“O que tem sido interessante é a facilidade de se encontrarem informações no Projeteee”, afirmou. “Antes, as informações estavam em livros, em internet, mas de modo genérico para todas as cidades.” A arquiteta diz que os alunos em uma sala de aula em Brasília podem projetar uma obra com diretrizes adaptadas para o clima de Belém do Pará, sem nunca terem ido a essa cidade. "As informações estão lá”, acrescentou.

Ela destacou que o banco de dados sobre materiais pode crescer bastante, se for feita uma campanha para que fornecedores ofereçam ao site do MMA informações sobre as características de materiais de construção. “Lá já temos tipos de paredes, coberturas, gesso, lajes, telhas, lá está calculado o resultado das combinações, com suas características térmicas”, exemplificou a arquiteta.

 

Link da ferramenta: www.projeteee.ufsc.br 

Fonte: MMA.GOV.BR

Terça, 10 Novembro 2015 22:00

Como digitalizar negativos em casa

O excelente Manual do Mundo (www.manualdomundo.com.br), publicou em seu site, uma forma simples de digitalização de fotos a partir dos antigos negativos, sem a necessidade de revelelá-los em uma empresa especializada. Outra vantagem da matéria, é que é apresentado o Photoshop como auxiliar na criação destas fotos digitais.

 

Confira o vídeo a seguir:

  1. Últimas Publicações
  2. CAD/BIM
  3. Design 3D
  4. Ilustração Digital
  5. Engenharia
  6. TODAS